Cuidados Pré-Natais

A Gestação trigemelar merece alguns cuidados especiais durante o acompanhamento pré-natal, visto que algumas doenças são mais freqüentes na gestação múltipla.

Um ponto ainda bastante controverso é a necessidade de se realizar cerclagem uterina (dar pontos no colo do útero) nas gestações múltiplas. Apesar de alguns médicos realizarem este procedimento de rotina nestes casos, a maior parte dos trabalhos científicos mostra não haver indicação para tal, quando a gestação está progredindo normalmente, portanto, deve ser feita apenas em casos selecionados.

A gestante de trigêmeos tem maior probabilidade de apresentar hipertensão e diabetes durante a gestação, assim, estas duas patologias devem ser cuidadosamente rastreadas durante o pré-natal, com exames de sangue específicos e ultra-sonografias. Deve-se ministrar ácido acetil-salicítico em mini dose para todas as gestantes a partir de 14 semanas, devido ao alto risco de pré-eclâmpsia.

A principal complicação da gestação trigemelar é a prematuridade e o baixo peso dos bebês. Para tentarmos minimizar estes problemas, o acompanhamento destas gestantes deve ser mais freqüente após o sexto mês. O repouso pode se tornar necessário, assim como a administração de corticosteróides, no final da gestação, para maturação dos pulmões dos bebês.

Detecção precoce de infecções genitais e urinárias é de capital importância para evitarmos rotura pré-termo da bolsa.

A realização de ultra-sonografia transvaginal para medida do colo uterino também ajuda bastante na prevenção do parto pré termo.

O repouso profilático aumenta a irrigação (fluxo sangüíneo) do miométrio, (útero) diminuindo a contratilidade uterina.

O uso profilático de inibidores da contração uterina também é controverso, não sendo recomendado de rotina.

No terceiro trimestre são importantes os seguintes exames: Cardiotocografia, perfil biofísico fetal e ultra-sonografia com Doppler colorido.

Em relação à via de parto (normal ou cesárea) damos preferência à cesariana, pois geralmente um ou mais bebês estão em posição desfavorável para o nascimento por via vaginal, entretanto o parto normal pode ser realizado em algumas ocasiões.

Exercícios podem ser realizados com acompanhamento.Os exercícios ideais são os feitos na água (hidroginástica), pois não exercem peso sobre o colo uterino.

As necessidades nutricionais aumentam na gestação trigemelar, portanto, sempre que possível, deve-se realizar acompanhamento dietético com nutricionista. O ganho de peso ideal nestes casos gira em torno de 15 a 18Kg. A anemia, bem como a carência de outros elementos, é mais freqüente nas gestações múltiplas em relação à gestação única, assim é fundamental a ingestão de uma dieta balanceada bem como de suplementos vitamínicos.

Complicações perinatais que são mais freqüentes na gestação trigemelar:
- Hiperemense gravídica (vômitos)
- Anemia
- Hipertensão (pré-eclâmpsia) – duas vezes mais freqüente que na gestação única
- Diabetes gestacional
- Rotura prematura da bolsa das águas – três vezes mais freqüente que na gestação única
- Poli hidrâmnio (líquido aumentado)
- Hemorragia no pós-parto (pela grande distensão uterina a contratilidade fica prejudicada)

2003 MSDesigns    
contato
webmaster